DRE, DFC, BP, DMPL – O que significa na Contabilidade?

 DRE, DFC, BP, DMPL… Mas afinal qual significado dessas siglas? São tantas siglas que podem nos confundir facilmente. Este artigo busca lançar luz neste temos tão utilizados e pouco conhecidos. Cada sigla representa um conjuntos de informações contábeis para demonstração que irão auxiliar bastante na tomada de decisões administrativas. Confira o significado das siglas DRE, DFC, BP, DMPL:

DRE, DFC, BP, DMPL - O que significa na Contabilidade?

DRE – Qual significado e para que serve?

DRE é uma das sigla mais comum e trata-se da demonstração do resultado do exercício, como o nome já diz irá demonstrar o resultado da empresa durante o exercício.

De forma prática nele consta todas as receitas, custos e despesas, que juntos formam o lucro ou prejuízo da empresa. Sua estrutura é Receita (+), Custos (-), despesas (-) = saldo positivo (lucro), saldo (negativo).

Por meio do DRE é possível avaliar possíveis perdas da produção, caso o custo esteja elevado ou até mesmo uma revisão do preço de venda para aumentar a lucratividade da empresa.

Fluxo de caixa (DFC)

DFC é a demonstração do fluxo de caixa, que é responsável em demonstrar a movimentação de “dinheiro” as entradas e saídas que envolvem de fato valores da empresa e o resultado desse fluxo.

DFC serve para evidenciar quais os períodos de oscilação de caixa, podendo assim, gerenciar as movimentações financeiras para que a empresa possa cumprir com todas as obrigações evitando endividamentos no decorrer do ano. Conseguirá avaliar os períodos de “sobra” de caixa ou “escassez”.

Você sabe o que é um BP?

BP balanço patrimonial, traz o retrato no final de cada exercício do ativo, passivo e patrimônio líquido. No ativo iremos encontrar os bens e direitos (caixa, conta corrente, cliente, estoque, imobilizado), no passivo obrigações (salários, impostos, empréstimos) e no patrimônio líquido, o capital social e reservas de lucros. Esse relatório é solicitado costumeiramente para análise de créditos e similares.

DMPL: uma forma de ter controle sobre as movimentações financeiras

DMPL (demonstrações das mutações do patrimônio líquido), são as movimentações que ocorrem no patrimônio líquido, são classificados como acréscimos (+) ou reduções (-). Podemos citar como exemplos de acréscimos: lucro do período, aumento de capital e reavaliação de ativos.

Já no caso das reduções: prejuízo, redução do capital e distribuição de lucro. Com base nesse relatório é possível analisar possíveis investimentos ou ir em busca de capital de giro para melhorar ou ampliar a estrutura do negócio.

A contabilidade e seus relatórios

A contabilidade possui inúmeros relatórios de apoio e análise financeira representados por meio de siglas como essas, mas quando explicados se tornam claros e aliados do empreendedor.

Dica especial para contadores iniciantes ou com pouca experiência

Atenção você contador ou estudante de contabilidade, conheça nosso treinamento voltado para contadores iniciantes, ensinando na prática procedimentos contábeis que todo contador precisa saber, mas que não se ensina na faculdade.

Via: jornalcontabil

One comment to “DRE, DFC, BP, DMPL – O que significa na Contabilidade?”
  1. Pingback: Quais são os principais usuários da Contabilidade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *